Páginas

terça-feira, 29 de março de 2011

Um trecho do novo show do cantor Ricky Martin

Ricky Martin depois que se assumiu se soltou como nunca!

Ex-BBBs jogam futevôlei de sunga e sem camisa no Rio

Jair Bolsonaro abre a boca e solta mais preconceito contra Gays e Negros

Só de falar dele já me dá nojinho...


O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) afirmou que não discutiria "promiscuidade" ao ser questionado pela cantora Preta Gil, no programa "CQC", da TV Bandeirantes, sobre como reagiria caso o filho namorasse uma mulher negra.

A pergunta, previamente gravada, foi apresentada ao deputado na noite desta segunda-feira (28), no quadro do programa intitulado "O povo quer saber": "Se seu filho se apaixonasse por uma negra, o que você faria?"

Bolsonaro respondeu: “Preta, não vou discutir promiscuidade com quer que seja. Eu não corro esse risco, e meus filhos foram muito bem educados e não viveram em um ambiente como, lamentavelmente, é o teu.”

Após a exibição do programa, Preta Gil postou no Twitter que processaria o deputado. "Advogado acionado, sou uma mulher Negra, forte e irei até o fim contra esse Deputado, Racista, Homofobico, nojento".

Procurado pela reportagem do G1, Bolsonaro disse por telefone nesta terça-feira (29) que não quis ofender a cantora Preta Gil, filha do ex-ministro e compositor Gilberto Gil. O deputado afirmou que não compreendeu a pergunta feita por ela e por isso respondeu daquela maneira.

"O que eu entendi, na pergunta, foi 'o que você faria se seu filho tivesse relacionamento com um gay'. Por isso respondi daquela maneira", disse Bolsonaro. "Não sou racista. Apesar de não aprovar o comportamento da Preta Gil, não responderia daquela maneira." Apesar disso, o deputado disse que não vai telefonar para a cantora para explicar o mal-entendido.

Aham Cláudia, senta lá! Negros podem usar a lei do racismo, no Brasil tem uma grande quantidade de negros, e ele mexeu com Preta Gil que é famosa e não é de ficar quieta.


A respeito de eventuais questionamentos na Câmara dos Deputados, ele afirmou que explicará o "equívoco" a qualquer parlamentar que queira questioná-lo.

Gays
Bolsonaro não retirou as demais respostas exibidas a perguntas formuladas no programa. O deputado disse que os filhos dele não são gays porque tiveram uma boa educação.

"Eles tiveram uma boa educação. Eu sou um pai presente, então não corro esse risco [de ter um filho gay]".

Questionado no programa sobre como reagiria caso se o filho fosse usuário de drogas, Bolsonaro disse: "Daria uma porrada nele, pode ter certeza disso".

O deputado disse ser contra as cotas raciais adotadas em várias universidades brasileiras. Bolsonaro afirmou ainda que os presidentes do período militar são seus "gurus" na política, e que, se dependesse dele, Dilma Rousseff "jamais" seria presidente da República.

"O passado dela é de sequestros e roubos", disse, referindo-se à participação de Dilma em organizações armadas que combateram a ditadura.

Fonte: G1


Luciano Huck usou seu Twitter nesta terça-feira (29) para demonstrar soliedariedade à Preta Gil, que foi ofendida pelo deputado Jair Bolsonaro em um programa humorístico exibido na segunda-feira (28).

"Feliz um país que tem alguém como você como cidadã. Lamento por aqueles que votaram neste infeliz que está onde não deveria estar", escreveu o apresentador em sua página no serviço de microblogs.

Fonte: Quem


Bolsonaro e a cria dele se manifestaram no Twitter também:

"Em função das várias mensagens enviadas à família Bolsonaro baseadas num mal entendido, cabe aqui o esclarecimento. O deputado Bolsonaro entendeu errado a pergunta 'se seu filho namorasse uma negra', o próprio [apresentador do 'CQC'] Marcelo Tas comenta depois supondo isso. Bolsonaro não é racista nem homofóbico, é apenas contrário às cotas raciais e à apologia ao homossexualismo", escreveu o deputado estadual Flavio Bolsonaro no Twitter.

"Preta Gil discutindo valores é algo humorístico! Nunca fomos racistas e sim contra cotas. Um abraço pai! Aprendemos que somos todos iguais. Querem criar o factóide do racismo por que é mais fácil agir assim! Obrigado pela coerência Marcelo Tas. Meu pai nos ensinou a respeitar a todos independente da cor. Os ditadores do homossexualismo e das cotas tentam mais uma vez criar um factóide!", diz a mensagem publicada pelo vereador Carlos Bolsonaro no microblog.

Fonte: Folha



O estilista CarlosTufvesson também postou uma mensagem de solidariedade a Preta. "Nós cidadãos de bem não podemos aceitar qualquer forma de preconceito seja o racismo, a homofobia. Tolerância ZERO para o preconceito!"



Um dos personagens da polêmica com Jair Bolsonaro (PP-RJ), o humorista Marcelo Tas, apresentador do programa CQC (Band), afirma que não se surpreendeu com as declarações do deputado federal.

Tas avalia que Bolsonaro cometeu "duas coisas que faz com recorrência: declarou seu profundo apoio à ditadura militar e manifestou dois preconceitos, contra os negros e contra os gays".

Terra Magazine ouviu o humorista para colher sua visão da entrevista. No programa, Preta perguntou a Bolsonaro se ele deixaria seu filho namorar com uma negra. "Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco, e meus filhos foram muito bem educados e não viveram em um ambiente como, lamentavelmente, é o teu", declarou o deputado.

Terra Magazine - Marcelo, daquela conversa com Bolsonaro ontem, no CQC, o que você, de fato, entendeu?
Marcelo Tas - Entendi que Bolsonaro fez duas coisas que faz com recorrência: declarou seu profundo apoio à ditadura militar e manifestou dois preconceitos, contra os negros e contra os gays.

Mas, depois da entrevista do Bolsonaro, quando voltou pra você, pareceu que você manifestava uma dúvida ao perguntar se tinha entendido direito?
O que eu manifestei foi uma esperança de que a alma tivesse alguma salvação.

Por quê?
Porque ele fez uma associação da raça negra com promiscuidade e isso é absolutamente inadmissível, principalmente vindo de um deputado.

Mas você esperava o quê ao manifestar sua dúvida sobre o que ele teria dito?
Esperava, espero, que ele de fato não tenha entendido a pergunta da Preta Gil.

Como poderia dizer o CQC, ele está sendo julgado pelo conjunto da obra?
Ele já disse isso reiteradas vezes, mas como o CQC é um programa de humor e usa a ironia, a ironia é uma lente de aumento que mostra com muito mais clareza o que se vê e o que é dito.

A propósito do CQC, vocês...
...A propósito do CQC, o que me espanta é a reação de pessoas, inclusive de movimentos de defesa de direitos dos gays, que acham que nós não podemos tocar em assuntos como esse. É o mesmo preconceito do outro lado. Eles não entendem que o humor, às vezes, joga luz sobre alguns assuntos, como esses que foram tratados ontem, e eles ganham uma dimensão que de outra forma não teriam.

Fonte: Terra Magazine



Em entrevista exclusiva a QUEM nesta terça-feira (29), Ricardo Brajterman, advogado de Preta Gil, confirmou que a cantora ajuizará ações nas esferas cível e criminal contra o deputado Jair Bolsonaro.

“Estou fazendo uma representação no Ministério Público visando apuração e condenação de crime de racismo e homofobia. Na esfera cível, estou ajuizando uma ação de danos morais, cujo valor é fixado pelo juiz, levando-se em conta a intensidade do dano e o caráter pedagógico punitivo, ou seja, o valor arbitrado deverá desestimular o causador do dano a repetir sua conduta”, afirmou Brajterman.

“Além disso, vou notificar a Câmara dos Deputados, tanto a Comissão de Diretos Humanos quando a de Ética para apurar uma possível falta de decoro parlamentar”, completou o advogado da cantora.


OAB pedirá cassação de Bolsonaro por declaração racista e homofóbica

O presidente da OAB-RJ (Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro) vai pedir a cassação do mandato do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), por suas declarações racistas e homofóbicas veiculadas na noite desta segunda-feira, 28, pelo programa CQC, da Band (tudo aqui).

"As declarações do deputado Jair Bolsonaro são inaceitavelmente ofensivas, pois têm um cunho racista e homofóbico, incompatível com as melhores tradições parlamentares brasileiras", disse Wadih Damous, presidente da OAB-RJ.

"O Congresso não merece ter em suas fileiras parlamentares que manifestam ódio a negros e gays", afirmou Damous.

Fonte: Mix

As vezes dá vontade de tentar o jeitinho Paola Bracho com alguns, não é mesmo? rss...

Lady Gaga comemora aniversário em cima do palco


Lady Gaga comemorou seu aniversário de 25 anos durante show realizado no Staples Center em Los Angeles, Califórnia, na segunda-feira (28).

Após apresentar a última música, os dançarinos da cantora trouxeram um bolo surpresa para o palco e cantaram parabéns com o público. Emocionada, Lady Gaga experimentou o bolo e abraçou toda a equipe.


Fonte: Quem

Propaganda homofóbica feita no Brasil vaza e causa polêmica


Divulgada em sites estrangeiros, uma propaganda que sugere aos pais o consumo de cachaça como forma de aceitar a homossexualidade do filho tem causado polêmica.

A peça apareceu no portal "Ads Of the World" e no Gawker, um dos maiores sites noticiosos dos EUA, onde foi chamada de "O anúncio mais homofóbico da semana".

Em inglês, a propaganda da cachaça Magnífica, fabricada em Miguel Pereira (RJ), mostra a planta de uma casa.

No sofá, quadradinhos coloridos identificam "Your son" (seu filho) e "Your son's buddy" (o camarada do seu filho). Uma legenda indica que os dois estão vendo "O Segredo de Brokeback Mountain", filme sobre o amor entre dois caubóis gays, do cineasta Ang Lee.

Abaixo, há uma foto da cachaça Magnífica e a frase: "If you gotta be strong, we gotta be strong" (Se você tem de ser forte, nós temos de ser fortes).

Segundo a Agência3, de onde o anúncio partiu, ele foi passado ao site por uma dupla de criadores sem autorização e sem a marca saber.

Para Toni Reis, presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), a propaganda promove o preconceito.
"A gente não deve usar uma situação que é um problema sério para qualquer família", afirma Reis.

A Agência3 disse que não veicula nem aprova a campanha. O fabricante da cachaça Magnífica afirmou que desconhecia o anúncio e que nunca o autorizou, além de desaprovar seu conteúdo.

Há alguns anos, a cachaça "Cura Veado" causou controvérsia entre a militância gay.

Fonte: Folha

Britney Spears encarna pin-up para divulgar novo disco


Britney Spears encarnou uma pin-up nas fotos promocionais de seu sétimo álbum de estúdio, "Femme Fatale".

Aos 47 anos , Rob Lowe posa sem camisa para revista

Enrique Iglesias cancela turnê com Britney Spears


Enrique Iglesias cancelou a participação na turnê Femme Fatale de Britney Spears na tarde desta terça-feira (29), horas depois que cantora anunciou a presença do músico espanhol durante o "Good Morning America", transmitido nesta manhã.

De acordo com o site "Radar Online", Enrique não estaria interessado em formar um dueto com a cantora pop. Apesar de não dar nenhuma justificativa, a Live Nation, produtora responsável pela turnê de Britney Spears, anunciou o cancelamento. "Enrique Iglesias não fará mais parte desta turnê."

Segundo a revista "Billboard", Enrique cancelou a participação pois não quer "abrir o show para qualquer um".

"De acordo com seus planos, Iglesias, que atualmente está em turnê pela Europa, não tem interesse de ser apenas um ato de abertura padrão, mas sim realizar a produção da turnê de Spears," informou a "Billboard".

Fonte: Quem

Europa Antiga: A força da resposta dos travestis e transexuais

Muitos adolescentes quando descobrem que ou gostam de se vestir de mulher ou se sentem como se o corpo não correspondesse ao gênero da carteira de identidade, em sua grande maioria, são expulsos de casa. Na rua, as possibilidades de trabalho são sempre mínimas e o preconceito contra os que ousaram passar as fronteiras do que é homem e do que é mulher acaba as empurrando para a borda da sociedade, em geral, se prostituindo.

O universo de humilhações que enfrentam faz com que não exista entre os gays e a longa lista que compõe a sigla LGBTTTs (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros e o “s” que se refere aos simpatizantes) ninguém com mais orgulho e coragem de enfrentamento do que as que se iniciam com a letra T, que por acaso também é a letra de tensão e tolerância, duas palavras que ficam muito próximas dessas guerreiras.

Estar à margem muito cedo é também rapidamente aprender a se defender e se fazer respeitar. É um universo muito particular e surpreendente que quando se revela, mostra uma força inédita. Não é à toa que Vanessão, de Ji-Paraná, Rondônia, virou um fenômeno no YouTube.

Reza a lenda que Vanessão foi assassinada. Mas para as que sobrevivem, muitas conseguem o sonho de emigrar para Europa. E lá faturam muito. A partir desse momento, a lógica do capitalismo triunfa. Com grana, em geral a família volta a se aproximar e elas começam a ajudar os familiares com o dinheiro que ganham.

Não existe melhor exemplo para todos os homossexuais da força do chamado “pink money”, da resposta da grana, da possível aprovação pelo dinheiro. Não podemos esquecer nunca que pagamos por nossa aceitação.

O grande diferencial é que com esse elemento material, as travestis e transexuais não deixam o lúdico de lado e transformam o lixo em luxo. É algo essencial na cultura gay, e também na cultura dos trans: a construção da ideia de elegância e "chiqueria". É no escapismo do que é luxuoso que a realidade parece menos dura e cruel. O glamour como forma lúdica é um importante item do manual de sobrevivência de muitos homossexuais, travestis, transexuais e transgêneros. E o resto, como diz Luisa Marilac: "Meu cu!"


Fonte: Folha.com

Britney Spears faz dieta rigorosa para nova turnê


Britney Spears está pegando pesado para voltar a antiga forma. De acordo com informações do "The Sun", a cantora está malhando três horas por dia, parou de comer doces e está se alimentando com refeições ricas em proteínas. "Fazer dieta para Britney é muito difícil. Ela adora cozinhar para as crianças, como cachorro-quente e macarrão, que é sua comida preferida", diz uma fonte para a publicação.

Além da malhação, a cantora proibiu seu namorado Jason Trawick de aparecer com qualquer tipo de besteiras perto dela. Britney também proibiu seus dançarinos de beberem álcool antes dos shows.

Fonte: Globo