Páginas

quarta-feira, 20 de abril de 2011

O Big, Grande, Gran, Dick, Pinto, Cacete, Pênis do Jogador Gerard Piqué

Shakira tem que amaciar e flexionar bem as suas partes antes de enfrentar o El Piquetón de Piqué!A revista espanhola "Cuore" publicou em sua capa uma foto um tanto quanto constrangedora do jogador do Barcelona Gerard Piqué, namorado de Shakira.

Na imagem, o espanhol aparece bem "animadinho" no aeroporto, onde esperava a cantora. E a revista aproveita para fazer uma brincadeira com a situação: "El piquetón de Piqué - 100% livre de photoshop". Arriba!




E depois de enfrentar o El piquetón de Piqué, o brioche deve ficar assim...

Beyoncé na Festa do Peão em Barretos? Não! É o seu novo clipe


Cheia de estilo, Beyoncé aparece empinando cavalo em clipe da música "Run The World (Girls)". O teaser do vídeo foi divulgado nesta quarta-feira, 20, e o vídeo completo estará na rednesta quinta-feira, 21. Confira um trecho do clipe aqui.

Fonte: Globo

Video: Jonatas Faro e Thiago de Los Reyes sem camisa



Marcos Pasquim na cama sem camisa

Bananas Dicas: Verifique o elástico de sua sunga antes de nadar!

Bananas Detective: Cantor, separado de uma louraça, é flagrado fazendo saliências com outro rapaz


Famoso cantor, separado de uma louraça, teve o carro abordado por policiais na madrugada do último sábado, na praia do Recreio dos Bandeirantes. Ele estava estacionado num cantinho e foi flagrado fazendo saliências com... outro rapaz.

Fonte: Jornal O Dia

'Tem muita travesti talentosa', diz nova diva gay do YouTube


No verão passado, Luisa Marilac decidiu fazer algo diferente. Ela só não previa que o vídeo no qual desfrutava de um dia de sol na piscina de sua casa na Espanha, tomando seus “bons drink”, faria dela uma celebridade da internet.

“Menina! Passei a tarde na cama, só falando com o povo no Twitter. Meus Deus, quanta gente!”, contou a transexual ao G1 na terça-feira (19), data em que o vídeo intitulado “Luisa Casa Roqueta” ultrapassou os 800 mil acessos no YouTube. (clique aqui para ver)

Filmada com uma câmera amadora em junho de 2010, a gravação era uma pequena vingança de Luisa contra um ex-namorado italiano. “Nós moramos em Roma por dois anos e mudamos para Madri para nos casar. Chegando aqui, ele me roubou, fugiu com meus documentos, meus cartões de crédito, me deixou na m...”, explica. “Quis fazer o vídeo para mostrar que apesar de tudo, eu não estava na pior”.

Nas cenas em que joga na cara do ex o glamour da casa com piscina no povoado de Roqueta de Mar, no sul da Espanha, Luisa dispara uma sequência de frases que têm virado bordões nas redes sociais.

“Neste verão eu decidi fazer algo de diferente. Decidi ficar na minha casa, na minha piscina, com meus bons drink [sic] curtindo esse verão maravilhoso na Europa”, diz a brasileira na gravação, antes de dar um mergulho na água “geladíssima”. “E teve boatos de que eu estava na pior... Se isso é estar na pior, que quer dizer estar bem? P...”, completa Luisa, com ar debochado.

Descobertas só recentemente por usuários do Twitter e do Facebook, as máximas de Luisa ganharam até as pistas de dança. Misturadas a arranjos eletrônicos, as pérolas proferidas pela transex foram convertidas em versos de hits de baladas moderninhas.

“Fiz o remix por zoação e toco em festas em que o pessoal tem mais humor”, conta o DJ Nedu Lopes, que se apresenta nos clubes paulistanos Vegas e Glória. Já o DJ Dolores de las Dores, do projeto Las Bibas from Vizcaya, produziu uma versão batizada “Momentos meus”, executada na Red Party, do Sonique Bar, também em São Paulo. "Enfio a música no meio de um set maluco, intercalando com Gretchen ou Lady Gaga”, conta.

Assim como o vídeo original de Luisa, os remixes também fazem sucesso: ambos já tiveram mais de 55 mil acessos no YouTube.

Vida 'hétera' no Brasil
O assédio virtual dos brasileiros causou certo banzo na neodiva gay da web, que faz planos de visitar o país no próximo dia 6 de maio. A data não foi escolhida à toa: é o aniversário de Luisa – que jamais revela a idade. “Coloca aí que sou da época do 'Fuscão preto'. E abafa o caso”, pede.

Na vinda ao país, ela pretende ir direto ao encontro da mãe, que trabalha como cabeleireira em Guarulhos, na Grande São Paulo. Também planeja visitar familiares que vivem em sua terra natal, Além Paraíba, localizada na Zona da Mata mineira.


“É uma cidade pequenininha e acolhedora, que faz divisa com o Rio, na BR 116”, detalha. “Quando volto para lá, levo uma vida de 'hétera' e tento passar o mais discreta possível. Sei que aí no Brasil travesti leva pedrada na rua”.

A violência contra os homossexuais no país é tema que preocupa Luisa. Ela diz que foi justamente um ataque homofóbico que a fez se mudar para a Europa há mais de duas décadas.

“Levei sete facadas nas costas dentro de um bar em São Paulo. Fiquei em coma dois dias e me trataram feito animal em um hospital público”, explica. “Essa semana me mandaram aquele vídeo do travesti assassinado na Paraíba e fiquei em estado de choque, não consegui nem dormir!”.

Quando se mudou para a Europa, Luisa caiu na prostituição, como fazia desde a adolescência na Grande São Paulo. “A diferença é que na Itália eu não sentia medo, no máximo alguém me olhava feio. No Brasil, travesti que está na vida sabe que pode ser linchado, assassinado...”.

A transex diz que há quase três anos deixou de fazer programas. “Ainda circulam uns anúncios meus em alguns sites. Já tentei tirar todos do ar, mas é tão difícil...”, lamenta.

Atualmente, diz ela, o sustento vem da renda que acumulou. Mora em um apartamento no centro da capital espanhola e no verão, aproveita o calor na casa da Roqueta. “É tudo alugado, mas é meu. Eu pago o aluguel, então é meu”, enfatiza.

“Adoro o agito de Madri, mas prefiro ficar na Roqueta, que é um lugar menorzinho. Sempre fui uma moça do interior”, confessa, aos risos. “Sou uma dona de casa que gosta de ver tudo limpinho, receber as amigas. Coisa de mulherzinha”.

Silicone da vizinha
Com 1,85m de altura, cintura fina, seios e quadris fartos, Luisa se considera uma “travesti à moda antiga”. “Plástica mesmo só fiz no nariz. O resto é aquele silicone que você bate na porta da vizinha e pede pra ela aplicar”, revela, sem pudores.

O corpão exagerado às vezes atrapalha na hora de escolher um modelito de alta-costura. “Grife é coisa tão rara de me servir... Comprei um vestido Roberto Cavalli que ficou péssimo. Comprei uma bota Calvin Klein que na primeira esquina quebrou o salto. Fico louca da vida, não compensa gastar tantos euros”, pondera. “E tem mais: aprendi a me olhar no espelho e me achar linda, não importa a roupa”.

Os investimentos mais altos, diz ela, são nos perfumes. “Sou muito exigente e se você me perguntar, sei o nome de todos: Lancôme, Chanel, Givenchy...”, desafia. “Mas o meu preferido é o Insolence, da Guerlain. Adoro um cheirinho bem doce”.

A vaidade também ficou mais forte desde que seu “dolce far niente” na piscina ganhou a internet. Em seu vídeo mais recente, filmado em HD, gastou 3 mil euros com uma miniequipe formada por maquiadora e cinegrafista.

“Vou continuar fazendo essas palhaçadinhas no YouTube e vou chamar as amigas para participar”, promete. “Tem muita travesti talentosa e bonita que não tem oportunidade e se vê obrigada a cair na prostituição. Sou muito afortunada por não ter contraído um HIV. Na minha época não se falava tanto em camisinha”.

Xuxa
Luisa espera repetir o êxito de outras transexuais famosas, como a top model Lea T – a queridinha da vez do mundo fashion. “Ela é linda! No início da carreira estava muito magrinha, mas agora ficou incrível. Virou mulher!”, elogia. “Se você descobrir o nome do cirurgião dela, você me passa?”, solicita.

Se a fama na web ajudar, Luisa quer realizar um desejo antigo: conhecer a rainha dos baixinhos. “Xuxa é a minha maravilhosa! Meu sonho de infância era ser paquita e se você perguntar para qualquer travesti, ele vai te dizer o mesmo”, garante.

Outra heroína de infância da transex é Luisa de Marilac. Nada a ver com a santa francesa, cujo sobrenome batizou um município mineiro. “Escolhi esse nome para homenagear uma amiga de minha mãe, que me deu a primeira roupa de mulher”, recorda ela, que esconde com afinco seu nome masculino. “Dona Luísa era uma santa, vendedora da sessão de cosméticos do Carrefour. Me tratava como a filha que nunca teve”.

A formação católica passada pela mãe – Luisa nunca conheceu o pai biológico – ainda tem espaço no cotidiano. “Deus foi muito bom comigo. Quando acordo, a primeira coisa que faço é agradecer por mais um dia e já peço perdão pelos pecados que cometerei nas próximas horas”.

Fonte: G1

Coxa do jogador Magno Alves

Rodrigo Faro se transforma na Drag Priscila

Rodrigo Faro se transforma em Priscilla, a Rainha do Deserto, no quadro "Vai Dar Namoro". Montado igual a uma drag queen, com cílios postiços, maquiagem carregada e figurino colorido idêntico ao do filme, o apresentador se joga nas coreografias de "I Will Survive" e "It's raining men", acompanhado por dois bailarinos. "O Melhor do Brasil" vai ao ar no sábado (23/4), às 18h

Jennifer Lopez grava cenas de seu novo videoclipe

JLo tá bem de boy...

Lady Gaga se irrita com comparações entre 'Born This Way' e música de Madonna

Lady Gaga ficou bem irritada ao ser perguntada sobre as comparações entre "Born This Way" e "Express Yourself", sucesso de Madonna na década de 80, em uma entrevista para a revista "NME". Ela classificou as comparações como "imbecis".

"Eu sou uma compositora e escrevi um monte de músicas. Por que eu lançaria uma música pensando em me dar bem em cima dos outros. É imbecil. É completamente ridículo até mesmo questionar-me sobre isso... Se você comparar as duas canções vai ver a semelhança é apenas a progressão de acordes, o mesmo que foi na dance music nos últimos 50 anos! Só porque eu sou a primeira em 25 anos a colocar no top das rádios, isso não significa que plagiei, só que sou muito inteligente", disse.

Fonte: Globo

Bananas Dicas: Se o seu colega de trabalho precisa falar no celular, ajude-o!