Páginas

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Veja aqui o "Caio Castro" totalmente pelado !

Para ver o "Caio Castro" Nu, click aqui!

Original ou Genérico?
Make your choice!

Daniel Cady, o marido de Veveta, de sunga

Abana a Britney!

Casal Gay MORRE em Insensato Coração !

A violenta morte de Eduardo (Rodrigo Andrade) e Hugo (Marcos Damigo), assassinados por Vinícius (Thiago Martins), está nos capítulos enviados aos atores de "Insensato coração". Mesmo que a cena seja uma pegadinha - afinal, os autores Gilberto Braga e Ricardo Linhares já deixaram claro que poderiam fazer isso novamente - e que o desfecho do casal seja outro, os novelistas conseguiram chocar com este possível despiste.
Na cena, o triste fim dos gays acontece no quiosque de Sueli (Louise Cardoso). Vinícius, que foge da prisão e vai atrás de Cecília (Giovanna Lancelotti), descobre que a jovem foi ao local com Rafa (Jonatas Faro). O casal está se curtindo numa mesa, enquanto numa outra Eduardo e Hugo conversam sobre a tarde bacana que passaram na praia. De repente, o delinquente surge e chama por Cecília.

O filho de Sueli grita: "É o assassino de Gilvan (Miguel Roncato)". Rafa manda a amada entrar no quiosque. Hugo quer saber como ele saiu da cadeia se seu habeas corpus foi negado. "Não te mete, boiola! Minha parada é com ele!", diz o vilão, referindo-se a Rafa, que dá um soco na cara do bandidinho.
Sentença de morte

Irado, Vinícius aponta e atira no rival. Rafa se abaixa e a bala atinge Hugo. Desesperado, Eduardo corre para o namorado. Ao fundo, ouve-se a sirene da polícia, que foi acionada por Xicão (Wendell Bendelack). Vinícius, sem medo, se aproxima de Eduardo e sentencia: "Veado bom é veado morto". Ele atira no rapaz, que cai sem vida ao lado do corpo de Hugo.

O assassino foge. Cecília, Xicão e Rafa se aproximam do casal. O filho do ex-banqueiro constata, em choque, que Eduardo e Hugo estão mortos.

Fonte: Extra

Bananas Dicas: Malhe as coxas

Evangélicos são os brasileiros mais resistentes à união homoafetiva, aponta Ibope

Brasileiros que se declaram protestantes ou evangélicos são o setor mais resistente na sociedade à união de casais do mesmo sexo, aponta pesquisa inédita divulgada nesta quinta-feira (28) pelo Ibope Inteligência. O segmento apresentou o maior percentual de pessoas contrárias à união --77% contra 23% de favoráveis --, que, em junho, foi aprovada pelos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).
A pesquisa nacional, realizada entre os dias 14 e 18 de julho, apontou que 55% dos brasileiros são contrários ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, e 45% são favoráveis. Na segmentação por religiões, além dos protestantes, católicos e ateus ou sem religião se mostram bastante divididos em relação ao tema: 50% de católicos se disseram a favor da união, e 50% contra, enquanto, entre os ateus, esses índices ficaram em, respectivamente, 51% e 49%. Entre os entrevistados que se definiram adeptos de “outras religiões”, o índice de favoráveis à união homoafetiva foi maior: 60%, diante dos 40% de quem é contra.
Adoção por casais do mesmo sexo
A respeito da aprovação da adoção de crianças por casais do mesmo sexo, os resultados seguem tendência semelhante à da opinião sobre a união: 55% dos brasileiros se declaram contrários. O indicador é mais alto entre os homens, com 62% de contrários, e também entre pessoas maiores de 50 anos (70% contrárias) e entre brasileiros com escolaridade até a quarta série --67% se declararam contrários.
Já por regiões, segundo o Ibope, a contrariedade é maior no Nordeste (60%), no Norte/Centro-Oeste (57%), no Sul (55%) e no Sudeste (52%).
Amigos gays
A pesquisa também revela que a rejeição da população é sensivelmente menor em relação à possibilidade de um(a) amigo(a) se revelar homossexual. Para 73% dos brasileiros, por exemplo, essa hipótese não os afastaria de suas amizades. Outros 24% disseram que afastariam muito ou pouco e 2% não souberam responder.
Para a diretora executiva de marketing e novos negócios do Ibope Inteligência, Laure Castelnau, os dados apresentados na pesquisa são reveladores. “Os dados mostram que, de uma maneira geral, o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia a dia, tais como profissionais ou amigos que se assumam homossexuais, mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão, como o caso da institucionalização da união estável ou o direto à adoção de crianças”, definiu.
Ao todo, 2.002 brasileiros foram entrevistados pelo instituto em 142 municípios.

Fonte: Uol

E houve boatos que Giorgio Armani estava na pior...

Mais fotos do Giorgio Armani com o boffe na praia!

Será amor? Será que ele tem fetiche por idosos? Ou tá fazendo a Norma? Esperando herdar o Império Armani?

João Kleber é bissexual ?


"...Por fim, os três Roceiros voltaram a falar de João Kleber. Gui fez referência a um texto que leu em uma enciclopédia virtual no qual João supostamente teria dito que seria bissexual.

Taciane, por sua vez, reforçou as suspeitas do paraquedista.

- Antes de entrar aqui, alguém me falou que ele deu uma entrevista que ele era bissexual."


Fonte: R7

Mais da metade dos brasileiros são contra união gay, diz Ibope

Uma pesquisa do Ibope Inteligência divulgada nesta quinta-feira mostra que 55% dos brasileiros são contrários à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que reconheceu a união de casais do mesmo sexo.
O estudo, realizado entre os dias 14 e 18 de julho, identifica que as pessoas menos incomodadas com o tema são as mulheres, os mais jovens, os mais escolarizados e as classes mais altas.

Sobre a decisão do STF, 63% dos homens e 48% das mulheres são contra. Entre os jovens de 16 a 24 anos, 60% são favoráveis, enquanto 73% dos maiores de 50 anos são contrários.

Considerando a escolaridade, 68% das pessoas com a quarta série do fundamental são contra a decisão, enquanto apenas 40% da população com nível superior compartilha a opinião.

Nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, 60% são contra. Já no Sul a proporção cai para 54% e, no Sudeste, 51%.

"Os dados mostram que, de uma maneira geral, o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia a dia, tais como profissionais ou amigos que se assumam homossexuais. Mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão, como o caso da institucionalização da união estável ou o direto à adoção de crianças", afirma Laure Castelnau, diretora do Ibope Inteligência.

Questionados se aprovam a adoção de crianças por casais do mesmo sexo, a proporção de pessoas contrárias é a mesma dos que não querem a união gay: 55%.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 142 municípios do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, com 95% de intervalo de confiança.

Fonte: Folha


Para ver mais detalhes dessa pesquisa sobre a união gay e outras questões relativas aos homossexuais feita pelo IBOPE, click aqui!

Lady Gaga apresenta novo single em programa de rádio

Lady Gaga cantou seu novo single, "Yoü and I", durante uma visita aos estúdios da Amp Radio, em Los Angeles, nesta terça-feira (26).


Fonte: Quem