Páginas

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Oxa, que Coxa! Cristiano Ronaldo se exercita!

Versão pornô do Filme dos Smurfs



O Bananas is My Business te convida para a Première do filme dos Smurfs, mas esses Smurfs você não vai ver no Cinema.

Para ver click aqui (+18)

Fun or Hot?

Bananas Dicas: Lave o carro com Alegria!

Efeito Sanfona? Felipe Dylon sem camisa e com uma certa pancinha!


Vejam só os meus músculos. Que com amor cultivei !


Lutadores Rogério Minotauro e Rodrigo Minotouro posam como modelo


Sandy sobre o irmão: "Na época do colégio, chamavam o Junior de Mariquinha"


Sandy, em entrevista à revista "Playboy" de agosto, disse que seu irmão, Junior Lima, na época do colégio, era chamado de "Mariquinha". "No começo, por ter tido o cabelo comprido, por rebolar, ele ficou um pouco marcado. Aí as pessoas acharam divertido continuar falando que ele era gay, sendo que ele não tem nada de gay", disse ela à publicação que estampa Adriane Galisteu na capa.

A cantora comentou que a interpretação do termo vinha por causa da música que os fez conhecidos, mas também por causa da conotação de "gayzinho". Mas disse que isso diminuiu bastante hoje em dia. "...É engraçado, parece que não adiantava saber que ele estava namorando uma mulher. Aliás, entre os mais próximos ele sempre teve fama de pegador", disse aos risos.

Fonte: Quem

“Insensato coração”: quais cenas do casal gay foram censuradas pela Globo


Quem vê o casal Eduardo (Rodrigo Andrade) e Hugo (Marcos Damigo) em "Insensato Coração" não imagina que muito mais cenas entre eles deveriam ter ido ao ar não fosse a censura interna da TV Globo. Questionada por organizações de homossexuais, a emissora disse, através de nota, que suas "tramas registram a afetividade e o preconceito, mas não cabe a exaltação. Cabe, sim, combater a intolerância, o preconceito e a discriminação, o que temos estimulado cotidianamente inclusive por meio de campanhas". Vale ressaltar que os cortes só atingiram o casal gay. O personagem caricato Rony (Leonardo Miggiorin) não teve nenhuma de suas cenas censurada.

Os autores Ricardo Linhares e Gilberto Braga (que chegaram a ser chamados na emissora para diminuírem o tom de intimidade do casal) escreveram diálogos que chegaram a ser gravados mas nunca foram ao ar. O blog conversou com pessoas que tiveram acesso aos capítulos originais e lista abaixo algumas das cenas que foram cortadas:

1- Depois de transarem pela primeira vez, em um motel, eles conversam de toalhas ao sair do banho. A intimidade e o local favoreceram os cortes.

2- A cena em que Paula (Tainá Müller) flagra Eduardo e Hugo juntos na boate Barão da Gamboa. Os cortes aconteceram nos diálogos. A mini-vilã usava termos bem fortes e agressivos contra o casal gay.

3- A sequência em que Sueli (Louise Cardoso) leva café na cama para o filho e seu namorado. A Globo achou melhor cortar a tal "aprovação materna".

Fonte: Leo Dias

Jean-Claude Van Damme vive um gay casado em comercial de tv.


ean-Claude Van Damme, famoso por exibir os músculos em filmes de ação, acaba de revelar o seu lado friendly. O ator acaba de protagonizar o comercial de uma marca de amaciante de roupas em que encarna um gay com direito a um maridinho.

Ele está na academia quando é reconhecido por uma fã que se aproxima e elogia o toque macio da roupa do ídolo. Ela aproveita para tirar uma casquinha quando, de repente, o bofe de Van Damme que está malhando logo ali, do ladinho dele, surge para explicar a origem da maciez, além, é claro, de demarcar o seu território.

FOnte: Mix

Fãs se revoltam com Jornal Brasileiro que ataca Britney Spears

Com o anúncio dos shows da turnê "Femme Fatale" no Brasil, os ataques à cantora Britney Spears aumentaram no país. A artista já chegou a ter o título de pessoa mais odiada no mundo na década passada.

http://www.devdang.com/images/britney-spears-kicks-off-femme-fatale-tour-photos_omsie_0.jpg

O jornal carioca O Globo apresentou na manhã desta terça, 9, em sua versão online, uma resenha sobre a nova turnê da Princesa do Pop, que tem duas datas agendadas no Brasil em novembro. A reportagem assinada pela jornalista Fernanda Godoy foca no playback usado por Britney, bem como no público que vem lotando as arenas nos Estados Unidos para ver a apresentação. "Britney Spears se ampara totalmente no playback, fazendo pouco por merecer o título de cantora.", diz um trecho da publicação. "As músicas são dançantes, e a plateia, uma multidão de meninas de cabelo de chapinha e roupas extravagantes, passa a noite de pé, acompanhando o ritmo. Até os gays estão maquiados e chacoalham perucas coloridas". Além disso, o texto ainda define Britney como "sem carisma" e "iniciante, com 13 anos de carreira".

A matéria deixou os fãs de Britney Spears revoltados que passaram o dia espalhando o link da reportagem através das redes sociais. Em seguida, reunidos em uma corrente no Twitter, os admiradores da cantora "I Wanna Go" colocaram no Trending Topics – assuntos mais falados na rede de microblogs – a hashtag “#CalabocaOGlobo” para demonstrar a ira com a publicação. O assunto chegou às 17h entre os dois mais falados e não para de crescer.

Sem visitar o Brasil desde 2001, quando foi uma das atrações do Rock In Rio, Britney voltará ao país na segunda semana de novembro para duas apresentações. No dia 15, ela vai animar o público no Rio de Janeiro e, três dias depois, sobe ao palco montado na Arena Anhembi, em São Paulo. Em seguida, outros país da América Latina vão receber a turnê “Femme Fatale”.

Fonte: Pop Line

Tem gays que estão assistindo muito Insensato Coração

Tem horas que eles não aguentam e começam a rir! rss...