Páginas

domingo, 28 de agosto de 2011

Mauricio Destri sem camisa

A bunda de Di Ferrero

Recebemos por email essa foto! #Será?

Pra quem curte axilas - Leonardo Di Caprio


Patrick Schwarzenegger - Tá afim de fazer uma boquinha?


Rafael Nadal só de cueca

Cadê as bolinhas de tênis?

Apenas ajoelhou no palco...

O show não pode parar. Seguindo essa lógica, o ex-BBB Serginho explicou uma foto em que aparece machucado e com os joelhos sangrando em uma boate.

“Eu não cai na boate como os sites estão falando. Apenas machuquei o joelho, pois fiquei de joelhos no palco dançando e não vi sangrar. E não importa se você caiu do salto, desde que ele seja o mais caro e deslumbrante da festa”, escreveu ele no Twitter e já dando conta de seu novo paredeiro.

“Hoje? Vou na Flex. Bom sábado a todos”, disse. Animado, não?



Fazendo a Clarice: Diga-me com quem andas, e te direi quem és?


Oi Clarice. Eu sou gay assumido e há sete meses conheci um cara que se tornou meu melhor amigo. Não tenho um jeito afeminado, então durante muito tempo ele não suspeitou que eu fosse, e eu fui arrastando contar para ele por medo de perder nossa amizade. Até que chegou o momento que não deu mais, e aquilo já estava entre a gente por dois motivos: um, eu não podia ser eu mesmo perto dele, dividir coisas das quais queria dividir, e também, pelo fato de eu não me importar e não esconder minha homossexualidade, ele ia, mais cedo ou mais tarde ficar sabendo por outra pessoa, e isso nunca é legal.
Depois de quase um mês nessa de "conta, não conta", tive coragem e me abri para ele. Contei que eu era gay e que jamais eu tinha dado em cima dele, que sempre o respeitei de mais, e que eu gostar de homens não se misturava a nossa amizade. Fiz questão de deixar isso bem claro. Ele foi muito gentil e atensioso. Disse que jamais isso atrapalharia nossa amizade, e que era uma coisa minha, ele não tinha nada a ver com minha "escolha". Mas então quando contei para ele que eu estava envolvido com um outro cara, ele ficou sério, sem graça, confuso, e disse que era muita informação naquele dia, então a conversa ficou por terminar outro dia.
Alguns dias depois, fui perguntar porque ele ficou tão confuso pelo fato de eu ter dito que saía com um cara, e ele respondeu: "É que eu nunca te imaginei com outro homem. Eu achei que eu não tivesse preconceito, mas eu sou muito preconceituoso. Quem sabe que você é aquilo?"
Assustei com a forma que ele não quis dizer a palavra "gay", e respondi: "Aquilo o quê? Eu ser gay?", num tom normal, que qualquer pessoa escutaria (como eu disse, eu não tenho motivos para esconder). Então ele ficou bravo, e eu fiquei bravo pela vergonha que ele tinha das outras pessoas saberem que eu sou gay. Até disse para ele que ele podia dizer que eu era gay que o diabo não ía aparecer para ele, ou que ele ía para o inferno. Mas começamos a discutir. E já, há quase três semanas essa história vem vindo, a gente se acerta, mas é só chegar na palavra "gay", que ele fica nervoso, e começamos a discutir e brigamos.
O que faço? Deixo de, toda vez tentar me acertar com ele? Ser gay é parte do que sou, e não consigo mais fingir que isso não existe. Não sou do tipo escandaloso, mas ele tem vergonha que as outras pessoas saibam que eu sou gay. Ele até se afastou de mim, e procura não mais falar comigo sozinho, só quando outras pessoas estão perto, só para não falarmos sobre o assunto. Sinceramente, a única coisa que consigo enxergar, é que esse assunto é delicado para ele, por quais forem os motivos...
Obrigado Clarice.




Olá

A melhor coisa para se fazer é dar um tempo para ele.
É natural a forma de como ele tá se sentindo, até gays enrustidos que são Gays tem esse tipo de comportamento. Eles evitam amizades com gays em público por medo dos outros pensarem que os mesmos são gays, e tem gays enrustidos que se sentem incomodados com a presença de outro gay no mesmo ambiente.

Então imagina como esse hetero tá se sentindo agora sendo um amigão seu e você revelando que é gay. Talvez ele pensa que os outros estão pensando algo como: "Olha, os dois eram muito amigos, andavam juntos e um se revelou gay será que o outro também é? Será que são um casal?".

Dá um tempo para ele processar tudo o que aconteceu e ver que pode confiar em você, que você não vai sair inventando nada de vocês dois ou dele e também que ninguém vai pensar nada sobre ele ser gay por apenas ter uma amizade com você.

Diga-me com quem andas, e te direi quem és? Nem sempre essa frase foi verdadeira...


Textos, perguntas e pensamentos para bananasbusiness@hotmail.com