Páginas

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Ricky Tavares de Sunga Branca na praia

Malvino Salvador sem camisa na cama

Tá Gulosa !

Kellan Lutz malhado e sem camisa no meio da floresta

Chord Overstreet's de Glee, sem camisa

Luan Santana ameaça processar Luan Sentado

Um advogado de Luan Santana mandou e-mail para Vinicius Vieira questionando as paródias que ele faz de duas músicas do cantor.

No e-mail, o advogado tentou intimidar o humorista perguntando se as letras das músicas são de autoria dele e se ele tem autorização para fazer isso.

Uma das paródias (da música Amar Não É Pecado) já foi retirada do You Tube (será que houve censura?).

Vinicius se identifica como Luan Sentando e não fala o nome do sertanejo em nenhum momento.

Na imitação, Amar Não É Pecado virou Sentar Não É Pecado na voz de Luan Sentando.

O refrão diz: "Não sou afeminado, eu tô pegando tudo e não tô nem ligando para o que vão dizer. Dar a rosca não é pecado e, se eu estiver errado, vou com todo mundo para a parada gay".

A outra música de Luan, Um Beijo, Vinicius transformou em Um Dedo.

As duas canções estão tocando direto na rádio 89,1 e são umas das mais pedidas. Deve ser essa a bronca de Luan...

Amigos Héteros vão relar a língua?

Veja: Gays invadem link de TV homofóbica e se beijam.

Dominada por opiniões de religiosos muçulmanos fanáticos do Oriente Médio, a rede de televisão internacional Al-Jazeera foi alvo de um ataque na última segunda-feira, 21 de novembro, mas um ataque de amor gay. Dois rapazes aproveitaram o link ao vivo para dar o primeiro beijo entre pessoas do mesmo sexo transmitido pelo canal islâmico.

De Madri, o repórter Andrew Simons divulgava o resultado da eleição presidencial na Espanha em link ao vivo direto para a sede da emissora, em Doha, capital do Qatar, um dos países mais homofóbicos do mundo. Dois moços bonitinhos chegam de mansinho no canto direito da tela e dão um super beijo gay – transmitido diretamente para milhões de muçulmanos.



Fonte: Uol

É rosinha a cueca do Justin Bieber...

Rodrigo Simas vira garoto de programa e passa a sair com homens, em Fina Estampa

"Fina Estampa" continuará chamando a atenção dos telespectadores da Globo. Em uma atitude ousada, o autor da novela, Aguinaldo Silva, vai abordar a prostituição masculina.

Rodrigo Simas, que interpreta Leandro na trama das nove, disse em entrevista ao jornal "Extra" desta terça-feira (22) que seu personagem sairá com homens em troca de dinheiro.

"Eu não julgo, cada um faz o que bem quer com seu corpo. Espero que o personagem fique marcado nas novelas", disse Rodrigo ao jornal.

Em cenas que serão exibidas na próxima segunda-feira (28), Leandro irá às ruas pela primeira vez. Em busca de dinheiro, ele entra no carro de um cliente. "Vi caras na rua e tenho pesquisado muito", contou o ator sobre sua preparação para a história.

Fonte: Uol

Rapaz sofre fraturas no rosto ao ser espancado na Rua Augusta, pode ter sido confundido com Gay.

Um jovem de 21 anos sofreu três fraturas em ossos da face e ficou com um coágulo no cérebro ao ser agredido por um grupo de ao menos dez pessoas na manhã de sábado (19), em frente a um bar localizado na esquina das ruas Augusta e Fernando de Albuquerque, na Consolação, região central de São Paulo. O irmão dele, de 24 anos, e um amigo de 24 anos que afirma ser gay, também foram agredidos pelo grupo, segundo ocorrência registrada na polícia.

As vítimas conversaram com a equipe de reportagem do G1 sob a condição de que não tivessem os nomes divulgados. A agressão ocorreu quando o trio deixou uma casa noturna próxima à Praça Roosevelt e se dirigia à residência do jornalista, que mora em um apartamento na Avenida Nove de Julho.Para o amigo de 24 anos, tratou-se de um ataque homofóbico, versão que deverá sustentar quando prestar depoimento à polícia. Ele diz que em momento algum o grupo recorreu a palavras homofóbicas ou a xingamentos durante o ataque ao trio.

Mas afirma que estava com uma roupa justa e foi visto dando um abraço em um dos amigos, fatos que, na sua visão, poderiam ser interpretados como sinal de sua sexualidade. Também diz que os agressores repetiam a frase "Vocês vão morrer"."Um deles chegou a pegar uma pedra enorme para jogar na cabeça do meu amigo que já estava no chão desmaiado", disse.

A ocorrência da agressão foi registrada no 4º Distrito Policial, da Consolação, como lesão corporal. Por enquanto, nenhum dos três agredidos prestou depoimento, o que deverá acontecer nos próximos dias.

Segundo a polícia, após os depoimentos, será analisado se o caso tem conotação homofóbica.
A agressão
Segundo o amigo dos irmãos, ao entrar no bar na Rua Augusta, ele estava abraçado ao jovem de 21 anos que posteriormente foi agredido. "Estávamos abraçados como costumamos fazer algumas vezes quando conversamos. Inclusive ele estava triste porque havia reencontrado uma ex-namorada. Com certeza, eles acharam que nós éramos gays. O meu amigo não é gay; eu sou. Namoro com o irmão deles há quatro anos", contou.

Ele diz que, quando os três entraram no bar, um dos agressores ficou encarando de forma sistemática o amigo dele, que permaneceu do lado de fora, enquanto os outros dois foram ao banheiro. O jovem de 21 anos que apanhou questionou por que o outro estava olhando para ele e, depois disso, foi agredido com um soco no rosto e partiu para o revide.

Outros jovens que acompanhavam o primeiro agressor entraram na briga e passaram a espancar o rapaz. O irmão dele levou uma garrafada no braço esquerdo e também foi agredido com socos e pontapés.

Após cessar as agressões, o trio se dirigiu a outro bar, nas proximidades. Eles entraram no banheiro para limpar o sangue dos ferimentos. Ao saírem, mais uma vez foram atacados, desta vez por dois agressores. "Quando estendi o braço para chamar um táxi, um cara me deu um murro na cabeça e me agarrou pelo pescoço. Depois, ele meu deu uma cadeirada. Sofri cortes dentro da boca e fiquei com o joelho machucado", contou o amigo de 24 anos.

O rapaz de 21 anos também foi agredido na cabeça logo após deixar o a bar e desmaiou. Em seguida, passou a receber chutes no rosto dos agressores. O irmão tentou proteger a vítima e também levou pontapés. O jovem permaneceu desmaiado na rua e foi levado por policiais militares para a Santa Casa de Misericórdia, em Santa Cecília, na região central.

Depois de receber os primeiros socorros, ele foi transferido na noite de sábado para um hospital do Ipiranga, na Zona Sul de São Paulo, onde permanecia internado em observação na tarde de segunda-feira (21). Ele deverá ser submetido a pelo menos três cirurgias na face devido às fraturas em ossos da bochecha, nariz e maxilar. Ao G1, o jovem disse que não se lembra de quase nada da agressão. “Depois que tomei a pancada na cabeça não vi mais nada. Quando acordei, horas mais tarde, já estava no hospital e a cabeça ainda rodando”, relatou.

Fonte: G1

Betty Faria? Novo Style do Ronaldinho !