Páginas

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Clip italiano sobre o Casamento Gay

Ti sposerò - Gay Marriage from WEDDINGITALIA FILM on Vimeo.

Basquete pode ser interessante...

Festa Lets Club, em Brasília, reproduz apresentação de Madonna no Super Bowl. Veja vídeo

Madonna Super Bowl Cover from P on Vimeo.

Esse cupido do Valentine's Day já vem com um volume...

O medo do hétero diante do gay

Outro dia, numa festa, um grupo de homens comentava numa rodinha que um amigo tinha virado gay. Separou da mulher e virou gay. Assim, como quem descobre de um dia para o outro que prefere uva a maçã. “Eu sempre achei que ele levava jeito”, disse um deles. Não foi o suficiente para acalmar os demais. Reparei na risada um tanto nervosa daqueles machos cinquentões, como se aquele acontecimento tivesse o poder de balançar suas certezas, de lhes plantar uma pulga atrás da orelha: será que eu também…? Não foi a primeira vez que presenciei conversas do gênero. Ao contrário, elas têm se tornado cada vez mais frequentes.

Tenho notado também que, nos últimos tempos, volta e meia aparece uma notícia bizarra envolvendo se tornar homossexual num piscar de olhos. Literalmente. Em novembro passado, veio à tona a história do jogador de rúgbi britânico que, ao acordar do coma após sofrer um AVC, se descobriu gay, pintou o cabelo, emagreceu, começou a malhar na academia e arranjou um namorado. “Sei que parece estranho, mas quando ganhei consciência, imediatamente me senti diferente. Não estava mais interessado em mulheres, eu era definitivamente gay. E nunca tinha sentido atração por homens antes”, jurou o rapaz.

Na semana passada, uma transexual americana de 40 anos revelou que se chamava Ted, era felizmente casado com uma mulher e tinha dois filhos, até que, em uma tarde ensolarada de primavera, foi picado por uma abelha. Seu organismo passou então a perder testosterona, o hormônio masculino. Ao passar as mãos sobre sua pele e senti-la macia, gostou da metamorfose e resolveu ir mais fundo: fazer uma cirurgia de mudança de sexo. Ao contrário do jogador de rúgbi, porém, ela admitiu que, quando criança, brincava de se vestir de menina e tinha sentimentos ambíguos em relação à sua identidade.

Vejo dois sintomas aí: um é a relativa conveniência da situação. Deve ser bem mais cômodo atribuir a homossexualidade a um AVC ou a uma picadura (ops) de abelha do que admitir que sempre sentiu atração por pessoas do mesmo sexo. Algo como: “Ah, eu era superhetero e tinha três namoradas, até que um raio caiu na minha cabeça numa sexta-feira 13 e virei gay”. Ou: “Eu tinha uma família adorável com mulher e cinco filhos, mas um dia tomei por engano uma caixa de paracetamol e agora me sinto atraído por homens”. Num passe de mágica, contorna-se o conflito com a família e a sociedade: foi só um efeito colateral, gente.

Outro sintoma, mais subjetivo, é o completo pânico heterossexual que vejo por trás dessas notícias. “Quer dizer que eu também posso virar gay assim, sem mais nem menos?” Tenho observado que, com a maior divulgação da causa gay e a maior visibilidade dos próprios homossexuais, o mundinho hétero entrou em polvorosa. Como se os machos tivessem se transformado em uma espécie em extinção. Como se a homossexualidade fosse contagiosa e os que se salvarem da “praga” não fossem resistir ao meteoro que irá se chocar contra a Terra em 2014, matando todos os heterossexuais, assim como aconteceu com os dinossauros: bum! Ah, vocês não estavam sabendo disso? Brincadeirinha…

(Um terceiro sintoma poderia ser o desejo oculto de alguns de que o tal raio da homossexualidade caísse de uma vez por todas em sua cabeça. “Que alívio!” Mas esse eu deixo para os psicanalistas.)

Honestamente, rapazes? Não entendo do que vocês sentem tanto medo. Alguns dos homens mais bem resolvidos que eu conheci confessaram já ter sentido dúvidas em relação a sua sexualidade. Outros – menos numerosos, é verdade – até assumiram ter tido uma ou outra experienciazinha com o mesmo sexo, na infância e até depois dela. Relaxem, garotos. Tenho certeza que vai haver menos homofobia e mais tolerância no mundo no dia em que todo macho do planeta for capaz de admitir que pelo menos em algum momento da vida, por fugaz que fosse, passou pela sua cabeça que… Talvez… Quem sabe? E o que é que tem de mal nisso?

Fonte: Carta Capital

Neymar fazendo a Bandida! É presente pra gente?

O atacante Neymar tem apenas 20 anos. Está no time principal do Santos há apenas três. No entanto, amparado por seu status de estrela precoce, ele já comanda os trotes sobre os mais novos da equipe. Em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, onde o Peixe se prepara para a estreia na Taça Libertadores, o atacante Dimba e meia Felipe Anderson, novatos do grupo, sofreram.

A dupla foi amordaçada e amarrada. Não contente, Neymar completou o trote tirando uma foto dos dois e publicando no Twitter.

- É, molecada. Sobrou para vocês - escreveu o camisa 11.
O Santos inicia a caminhada pelo tetra da Libertadores nesta quarta-feira, às 19h45m (horário de Brasília), contra o The Strongest, em La Paz, na Bolívia

Fonte: Globo

Ministério da Saúde lança novo vídeo sobre HIV e Carnaval



Depois de muita polêmica envolvendo uma possível censura ao material gay anti-AIDS para o Carnaval deste ano, o Ministério da Saúde divulgou na última segunda-feira, 13 de fevereiro, o vídeo oficial para TV aberta da campanha. Os gays aparecem, mas em forma de número de casos que aumentaram nos últimos anos.

É destacado no novo vídeo o “aumento de mais de 10% nos casos de AIDS entre jovens gays de 15 a 24 anos” nos últimos 12 anos, o que fez com que o Ministério da Saúde ainda em 2011 anunciasse essa população como sua prioridade nas políticas de combate ao vírus HIV no Brasil.

O Ministério inovou e fez material impresso para o Carnaval 2012 com um casal hétero, um gay e um de uma trans e um homem. Produziu ainda um vídeo onde mostrava dois jovens gays na balada e no final a mensagem de que a camisinha é importante. Mas o vídeo foi retirado do ar pelo órgão do Governo Federal, alegando que ele foi produzido para ser veiculado apenas em locais de frequência gay.

Fonte: Uol

Madonna, Mariah e Beyoncé lideram lista das 100 Melhores Artistas Femininas do mundo

O canal mundial de música pop VH1 acaba de divulgar sua lista das 100 Melhores Artistas Femininas de todos os tempos da cultura pop de massa – e Madonna, conhecida como a rainha do pop, prova que continua com tudo ao liderar a lista. Ela é seguida por Mariah Carey, em segundo, e Beyoncé, em terceiro. Mais novata delas, Lady Gaga ficou com a quarta posição.

A lista é feita pelos críticos do canal de televisão norte-americano (que na verdade tem só no Brasil três canais na TV fechada) e não deixa de fora a cantora Whitney Houston, que morreu em uma banheira de um hotel em Los Angeles no último sábado, 11 de fevereiro. Abaixo você confere os 20 primeiros lugares da lista do VH1, a lista completa está aqui.

1. Madonna
2. Mariah Carey
3. Beyoncé
4. Lady Gaga
5. Adele
6. Whitney Houston
7. Janet Jackson
8. Christina Aguilera
9. Mary J. Blige
10. P!nk
11. Britney Spears
12. TLC
13. Gwen Stefani
14. Alicia Keys
15. Alanis Morissette
16. Jennifer Lopez
17. Katy Perry
18. Missy Elliott
19. Kelly Clarkson
20. Rihanna

Fonte: Uol

Beijo gay de Kurt e Blaime será exibido pela Globo nesta quinta-feira



A Central Globo de Comunicação declarou ao F5, o portal de notícias do grupo Folha, que o beijo gay do episódio "Nunca fui Beijado", do seriado Glee, não será cortado na edição. O episódio está programado para ser exibido nesta quinta-feira, por volta de 23h30.

O episódio narra o primeiro beijo de Kurt e Blaime (Chris Colfer e Darren Criss) e foi exibida ano passado nos Estados Unidos.

Fonte: Uol

Distrito Federal coloca casal gay em campanha sobre camisinha no Carnaval 2012



Enquanto o Governo Federal, sediado em Brasília, se enche de dedos para divulgar seu material voltado para os gays sobre o vírus HIV para o Carnaval 2012, o Governo do Distrito Federal, sediado na mesma cidade, não teve medo e colocou um casal gay em meio a tantos outros em sua campanha para a Folia de Momo deste ano.

No vídeo produzido pelo GDF aparecem vários tipos de casais: mais experientes, mais recentes, magrinhos, “pequenininho”, “grandão” e “fortão”, este último formado por nada menos do que dois bonitos homens que conversam e dão risada em clima de intimidade sem problema algum em meio ao pagode que rola no vídeo.

A mensagem final diz que “Nesse carnaval, seja qual for o seu parceiro, use camisinha!”

Jogadores Pelados no campo de futebol

Veto de ministério a vídeo gay provoca protesto em Brasília

Vai rolar na próxima quarta-feira, 15 de fevereiro, a partir das 17h, na porta do Ministério da Saúde, em Brasília, um protesto organizado pelo Estruturação – Grupo LGBT de Brasília contra a censura ao vídeo de um casal gay na campanha do órgão contra o vírus HIV no Carnaval 2012. O Ministério fica no Bloco G, ao lado do Palácio do Itamaraty, na Espanada dos Ministérios.

Para protestar contra o veto ao vídeo que mostrava um casal gay trocando carícias em uma balada (veja abaixo), com a mensagem sobre a importância do uso da camisinha para se evitar a infecção pelo vírus HIV, os militantes vão distribuir panfletos para quem estiver passando e marcam presença e território agitando bandeiras do arco-íris.

“É inaceitável o mesmo ministério que reconhece o fato de a epidemia de AIDS dentre gays ser alta tirar do ar uma propaganda que contribuiria para diminuir os casos de transmissão. Nada explica tal ação, a não ser um conservadorismo moral que não combina com uma democracia e com o bem da saúde pública”, conta Michel Platini, presidente do Estruturação.

Mais informações pelo telefone (61) 8141-3113 ou pelo e-mail estruturacao@estruturacao.org.br.

Fonte: Uol

Professor gay é agredido e enterrado vivo por dois jovens no interior do Pará

O professor de uma escola municipal da cidade de Altamira, no sudoeste do Pará, foi amordaçado dentro da própria casa e teve seus bens roubados, no última sexta-feira, dia 10 de fevereiro. Anízio Uchôa, 50 anos, ainda foi espancado e enterrado com vida em uma vala em uma estrada nas proximidades da cidade.

O caso só foi divulgado nesta segunda-feira, pela Polícia Civil. Ela afirma que o crime foi cometido por Jefferson Gomes Mello, 21 anos – com quem o professor mantinha uma relação - e Thaisson Santos de Souza, 23.

Ainda de acordo com a polícia, depois de agredir o professor os rapazes jogaram o corpo em uma vala rasa e cobriram com folhas. Depois de recuperar a consciência e conseguir uma carona para retornar ao centro da cidade, Anízio denunciou o crime. Ele continua hospitalizado com ferimentos na cabeça e fraturas nos braços.

A Associação da Parada do Orgulho LGBT da Transamazônica e Xingu programou uma manifestação para esta quinta-feira, dia 16 de fevereiro, para protestar contra o crime. “O rosto dele está irreconhecível por causa das pauladas”, contou o presidente da associação, Humberto Lexter, que também reforçou a motivação homofóbica do crime.

“Eles praticaram o crime movidos por um preconceito de que, por ser homossexual, ele era mais frágil. Não foi apenas um roubo, mas sim um crime que teve origem no fato de a vítima ser homossexual”, contou Roryhone Sousa, assessor jurídico da Entidade, e completou que o rapaz de 21 anos cometeu o crime por não querer assumir o relacionamento dele com o professor.

Fonte: Uol