Páginas

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Guilherme Boury sem camisa

Drake Bell de cueca

Drake Bell with underwear

Mark Wahlberg sem camisa no backstage

Deu a louca no Júnior Lima !


Aprenda a fazer a porra / esperma de filme pornográfico




Quer saber como se faz aquele monte de porra de filme pornô?




Se o seu parceiro engolir a sua "porra", ele vai ficar com o hálito fresco e lubrificado de dentro pra fora!

Chaves corta o cabelo do ex-BBB Serginho



O resultado...

Leoa ataca o Pênis do Celso Cavallini

Parece que essa leoa curte algo meio hard ou ela tá com muita fome! Quem não estaria?Desejamos que o patrimônio para a CUltura esteja preservada

Miranda Priestly tá trabalhando de coveira? Sônia Abrão fazendo o Diabo que veste Prada !


Coxão e corpo definido do Jogador de Rugby, David Williams

Balada de Sexta-Feira vai ser boa?

Uhhh! Olha o dedo do Júnior Lima!

Garçons estão Pelados ! De quanto vai ser a gorjeta?

Sambando na cara das colegas!

Psicóloga diz que gays querem privilégios de raça superior

Investigada pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) por oferecer a “cura” da homossexualidade, a psicóloga cristã Marisa Lobo, do Paraná, acredita que reverter a orientação sexual de pessoas homossexuais é a obrigação dela como profissional da Psicologia. É o que ela declara em entrevista publicada nesta semana pelo ativista cristão Julio Severo em sua página na internet.

“Meu juramento meu código de ética me diz que tenho que atender, dar ouvidos ao sofrimento psíquico, e se o fato de ser homossexual está causando qualquer tipo de sofrimento, atendo sim, é minha obrigação, ainda que seja, para reverter sua orientação, condição e ou opção, se assim for de sua vontade absoluta. Nem poderia negar”, afirma Marisa.

A psicóloga diz que os gays querem ter privilégios e ataca ainda iniciativas anti-homofobia como a do MEC. “O kit gay é muito expositivo, e pelo que entendo de políticas públicas, não se justifica sua aplicabilidade de forma tão pessoal. O kit gay é dar privilégios e instituir um preconceito ainda maior. Com crianças as coisas devem acontecer ao seu tempo, de forma natural e globalizada.”

A íntegra da entrevista você confere clicando aqui.

Temos muito o que aprender com os Indianos

Procon suspende venda de ingressos para shows de Madonna

O Procon de São Paulo suspendeu a venda de ingressos para os shows que Madonna fará em dezembro na capital paulista.

A Time for Fun, responsável pela venda, não poderá vender ingressos para a apresentação da cantora a partir da meia-noite de segunda-feira (23). A venda para o público em geral começaria no dia 25, quarta-feira.

Leia a íntegra do comunicado:

"Depois de notificar a T4F Entretenimentos S/A, responsável pela comercialização dos ingressos para o show da popstar Madonna em São Paulo, a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça, determinou a suspensão das vendas, a partir da 0h da próxima segunda-feira (23), até que a empresa corrija irregularidades encontradas pela fiscalização. A empresa já recebeu a intimação sobre a decisão, na tarde desta sexta-feira (20).

O órgão deu prazo até o início da tarde de ontem (19) para que a T4F deixasse de cobrar a taxa de conveniência --pois não existe "conveniência" efetiva ao consumidor, que ao comprar pela internet ou telefone, ainda tem que pagar pela entrega do ingresso-- e realizar a pré-venda, atividade considerada discriminatória pelo órgão de defesa do consumidor do Estado. "A empresa tem que corrigir a conduta para continuar vendendo os ingressos sem lesar o consumidor", explica o diretor de fiscalização do Procon-SP, Renan Ferraciolli.

Além da medida, a empresa será autuada e poderá pagar multa entre R$ 400 a R$ 6,5 milhões, com prazo de 15 dias para apresentar defesa.

A T4F é reincidente em práticas abusivas na venda de ingressos e já foi autuada em mais de 4 milhões nos últimos dez anos. Mesmo alertada durante reunião realizada em março deste ano com o Ministério Público (MP-SP) e Procon-SP --da qual também participaram Livepass, Ingresso Fácil e Plan Produções, não modificou a conduta."

Em nota, a Time For Fun declarou que vai tentar reverter a decisão do Procon.

"A T4F informa que foi intimada de decisão do Procon-SP no final da tarde dessa sexta-feira, que determinou que a T4F se abstenha de promover período de pré-venda de ingressos e de cobrar taxa de conveniência para os shows da cantora Madonna em São Paulo. A T4F esclarece que se trata de uma decisão administrativa e unilateral do Procon-SP, que será impugnada pelos meios legais cabíveis", informa o comunicado.


NOTIFICAÇÃO

Na quarta (18) o Procon havia expedido uma notificação à Time For Fun para que a empresa prestasse esclarecimentos sobre a pré-venda de ingressos para o show da cantora na capital paulista.

O órgão informou, em nota, que a empresa não estava disponibilizando meia-entrada, não informava quantos ingressos estavam disponíveis para a pré-venda, não oferecia a venda em dinheiro e cobrava taxa de conveniência em percentual.

Ainda na quarta, a Time For Fun disse que daria o desconto da meia-entrada em São Paulo

Fonte: Folha

Bruno Gissoni sem camisa em Avenida Brasil

Gustavo Lima sem camisa fazendo tatuagem

Ex-BBB Eliéser sem camisa em "Minha pistola é de plástico..."



Qual deles você escolhe para bater uma bolinha ?

Renato Gaúcho tirando a calça na frente da Xuxa


Ai como eu tô bandida! Ladrão Gay se declara para Namorado