Páginas

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Amor à Vida - Adoniran (Gabriel Chadan) só de cueca



Ex-BBB Jonas 21cm exibe tanquinho


Jogador Pato na Praia



Feliciano não sabe o que tá perdendo...Mas eu sei!

Onde fica?


Em protesto ironizando 'cura gay', ativista pede aposentadoria por ser homossexual

A aprovação, na última terça-feira, de uma proposta que permite a psicólogos tratar a homossexualidade como doença abriu o caminho para que gays, lésbicas e transexuais peçam aposentadoria compulsória por invalidez, na avaliação de ativistas homossexuais.


"Se somos doentes, somos inválidos. Logo, temos que nos aposentar", ironiza Toni Reis, 49, diretor-executivo do grupo Dignidade, de apoio a homossexuais.

Toni Reis admite que o pedido de aposentadoria é uma forma "risível" de protestar contra a aprovação do projeto e afirma que é uma resposta paga na mesma moeda.

"Já que eles querem brincar com a nossa cidadania, nós vamos usar isso [pedido de aposentadoria] de forma muito tranquila", disse.

Ele propõe ainda que o benefício a ser pago como aposentadoria seja o equivalente a 24 salários mínimos.

O ativista foi o primeiro a encaminhar, na quarta-feira, pedido de "aposentadoria compulsória retroativa por homossexualismo" aos ministros Garibaldi Alves (Previdência Social) e Alexandre Padilha (Saúde).

O líder gay Toni Reis; 'Se somos doentes, somos inválidos. Logo, temos que nos aposentar', afirmou ele sobre a questão da 'cura gay'
"Sendo uma dessas pessoas inválidas, devido à minha condição homossexual que é de notório saber, venho por meio deste requerer minha aposentadoria compulsória, com direito a acompanhante especializado, retroativa até o início das primeiras manifestações da minha homossexualidade, por volta do ano de 1970", afirma Reis no requerimento.

A comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados aprovou proposta que ficou conhecida por críticos como "cura gay", porque permite a psicólogos oferecer tratamento para a homossexualidade.

A votação foi comandada pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP), presidente do grupo e alvo de protestos que o acusam de racismo e de homofobia, o que ele nega.

O projeto ainda precisa ser aprovado por duas outras comissões antes de ser votado no plenário da Câmara.

No documento que encaminhou, o ativista reconhece o risco de "quebrar" a Previdência Social caso todos os brasileiros homossexuais tomem a mesma atitude, e por isso sugere que o deficit seja debitado dos salários dos deputados que aprovaram a proposta, do fundo social do pré-sal ou dos lucros obtidos com a construção de estádios para a Copa das Confederações.

Segundo Toni Reis, pelo menos outras 15 pessoas lhe disseram que fariam o mesmo pedido.

Fonte: Folha

Zayn come a calcinha de Harry Styles


Feliciano S2 and your Daddy


Every Baby Needs A Da Da Daddy


Justin Bieber posta vídeo sem camisa e site questiona: Chapado?


O site "TMZ" questionou se o cantor estava sob o efeito de álcool ou algum entorpecente, pela dificuldade de transmitir a mensagem a que se propôs e pelo olhar que dirige à câmera. "Alterado ou completamente chapado?", pergunta, no título. "Ele não consegue dizer três palavras sem perder o raciocínio", afirma a publicação.

Travestis e Colega mandam recadinho para Jogador Ronaldo durante o Protesto


Madonna tira foto no Banheiro

Deve ser por isso que a cara dela tá.....


Após 37 anos, organização de 'cura gay' encerra suas atividades

A organização Exodus International, a maior do mundo dedicada à "cura gay", está encerrando suas atividades após 37 anos.

Em uma carta à comunidade homossexual, bissexual e transexual, o líder da entidade missionária, Alan Chambers (foto acima), pediu "desculpas pela dor e pelo sofrimento" que ele e a organização causaram a muitas pessoas. Chambers admitiu ser gay:

"Vários anos atrás eu, de forma conveniente, omiti minha atração pelo mesmo sexo. Eu tinha medo de dividir isso. Hoje, entretanto, aceito esse sentimento como parte da minha vida", escreveu ele, de acordo com trecho da carta publicada pelo site "Gawker".

Chambers disse que a organização cristã que lidera terá uma outra diretriz a partir de agora.

Na contramão, esta semana, no Brasil, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que determina o fim da proibição, pelo Conselho Federal de Psicologia, de tratamentos que se propõem a reverter a homossexualidade. A questão foi apresentada pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da comissão.

Fonte: Pagenotfound

Marcelo Serrado de sunga na praia









A Verdadeira Doença - Deputado Simplicio Araújo - "Cura Gay"

Sambou na Face das Evangélicas Recalcadas!


Tira a Cueca


Thanks!

Conheça os dePUTAdos que votaram a Favor do Projeto de Cura Gay


Fonte: MixB.

Quem nooonca tomou leitinho juntos?


Nany People é a Liberdade Guiando os Gays


Com as incontáveis manifestações que têm ganhado as ruas de todo o Brasil nos últimos dias, a transformista Nany People usou sua página do Instagram para divulgar uma curiosa fotografia. De seios de fora, ela aparece posando em uma releitura do famoso quadro A Liberdade Guiando o Povo, do pintor francês Eugène Delacroix.

 "Jornalistas me ligaram hoje perguntando se não fui às ruas protestar...'- Meu Amor. ..Foi PROTESTANDO a Vida TODA que sobrevivo há mais de 40 anos!' #FechaPauta @nanypeople e @felipecavalheiro "A LIBERDADE guiando o povo" (Lacroix) Libertê Igualitê Fraternitê", escreveu, citando "liberdade, igualdade e fraternidade", o lema da Revolução Francesa.

Fonte: Quem

Tira a Cueca


Obrigada!

Cantor americano critica Feliciano: 'Fazer meu melhor para vomitar nele'


O cantor Gerard Way, ex-vocalista da extinta banda My Chemical Romance, usou sua página do Twitter, nessa terça-feira (18), para demonstrar sua indignação com relação à aprovação da proposta de "cura gay". O projeto, que já passou pelo aval da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, que tem como presidente o pastor e deputado Marco Feliciano (PSC-SP), busca usar tratamentos psicológicos para "curar" gays de sua homossexualidade.

Ao tomar conhecimento da aprovação por meio de uma notícia na web, o músico desabafou no microblog sobre o assunto. "Boa sorte Brasil. Não consigo me lembrar da última vez que fiquei bravo deste jeito. Minha pele está até formigando. Se eu encontrar este cara - vou fazer meu melhor para vomitar nele. Não preciso me esforçar tanto", esbravejou. Logo depois, completou: "Vamos relaxar. Manter a coisa pacífica #vomitisok [vômito é ok]". Way ainda chegou a enviar uma mensagem ao político: "Citando [o cantor] Morrissey, m um show que eu participei, e foi dito a um segurança que estava perturbando uma criança - "você é um feio, um homem feio."

Fonte: Quem