quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Por Drauzio Varella: HOMOSSEXUALIDADE, DNA E A IGNORÂNCIA

21 comentários:

  1. Da vontade de colar esse texto em todo poste de todas as cidades brasileiras pra ver se alguém aprende

    ResponderExcluir
  2. Na minha humilde opinião, acho que parte muito do desejo da mãe em querer o sexo do filho durante a gestação, tiro isso como exemplo um primo meu que na gestação da minha tia ela desejou muito ser uma menina porém veio ele afeminado ( ele não se assumiu mas a galera suspeita) acho que no meu caso tbm minha mãe teve 5 filhos homens e eu fui o último acho que ela desejou que eu fosse menina porém vim homem...

    Ps:não sou afeminado e vivo no armário, sofro por isso pois não queria ser o desgosto da família já vi várias declarações deles meio homofóbica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb acho q e isso pq minha mãe queria ter uma menina quando estava grávida e olha eu toda afeminada

      Excluir
    2. Ao colega do primeiro comentário, segue meu conselho: se você quer se assumir como é, arrume um emprego, junte dinheiro, saia de casa para morar em outro lugar e aí sim se assuma. Assim você poderá viver sua vida sem prestar contas a ninguém que não seja você mesmo porque você estará caminhando com as próprias pernas.

      Excluir
    3. Assino em baixo o comentário do 18:24.

      Excluir
    4. Acho q n ein... Minha mãe e meu pai sempre torceram por um menino, minha mãe então tinha pavor de q viesse menina, e eu nasci gay...

      Excluir
  3. O Dr. Que vc respeita!
    Sem querer ofender mas o maior problema do preconceito não é nem a questão religiosa mas sim ignorância e falta de estudo das pessoas...

    ResponderExcluir
  4. Dráuzio, meu ídolo.

    ResponderExcluir
  5. A maior responsável pelo preconceito com nós, é a religião. As pessoas usam um suposto deus como arma, o ser humano em sua infinita arrogância e mediocridade criou deus para dar sentido a própria existência sem sentido, e por medo da morte, encontraram na religião um consolo, então criaram o paraíso fictício.

    Agora, usam religião para nos atacar, e para se sentir melhores do que as outras pessoas.

    A CIÊNCIA SEMPRE VAI PISAR NA RELIGIÃO, SEMPRE!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido é : preconceito contra nós.Concordo com seu comentário, usam a religião como desculpa para justificarem seus preconceitos e ignorância.

      Excluir
  6. Se é genético, então pode haver terapia de manipulação genética para escolher a sexualidade dos filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se n pode nem pra coisas mais graves...

      Excluir
    2. Isso não pode, vai contra a ética médica.

      Excluir
    3. Ha ha ha... ética médica... ha ha ha

      Excluir
  7. Interessante texto nota dez e eu como espírita que sou acredito nisto e na condição carmica para a homossexualidade, aliás o espiritismo é filosofia de vida e o espiritismo não condena ninguém!

    ResponderExcluir
  8. Se tivesse um exame que detectasse 100% a chance de um bebê vir a ser gay, o aborto já era descriminalizado a tempos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que não, as pesosas iriam ver que a homossexualidade não tem escolha e se a pessoa ama o seu filho, os pais não iriam querer tirar a criança por esse motivo, a procriação não ia acabar, tem inseminação artificial e adoção. Também já estão fazendo pesquisas para gerar um filho de pessoas do mesmo sexo. No laboratório já conseguiram gerar um rato a partir de duas ratas.

      Excluir